terça-feira, 24 de agosto de 2010

38 \ Início de um livro de amor...

Nesses últimos dias estive preso em uma decisão para minha vida, tinha que escolher 2 caminhos... 2 caminhos confusos e ambos eu não saberia do depois, um deles era amar... amar em silêncio, sozinho e escondido porém o outro era amar, gritar, sonhar, realizar e expressar,

À um ano e alguns meses meu coração pediu para mim parar de magoar ele, eu entendi o que ele pediu pelas minhas lágrimas, meu coração queria ser feliz... quando eu olhava a lua à noite eu sentia meu coração pedindo algo para mim e à 1 ano eu decidi que iria procurar pelo que meu coração estava procurando, decidi deixar meu coração ser meus lábios, meus olhos, meu corpo, escolhi um caminho de dores e solidão, de frio e silêncio...

Deixei de lado todos meus desejos passageiros e bobos, deixei de lados as malícias e carencias, ignorei o ódio e os inimigos, à um ano escolhi ser um coração, ser o meu coração, viver a verdade e a dor de ser sincero, a dor de não ter o que meu coração precisa, à um ano comecei andar sem rumo, pelas gigantes florestas de ferro e nesses caminhos encontrei monstros, terríveis.. monstros que tentavam machucar a inocência do meu coração, tentavam deixar nele uma ferida... meu coração com o tempo foi ficando ferido, com alguns machucados que com o tempo foram se cicatrizando, com essas dores meu coração começou a se esconder cada vez mais dos ventos, começou a andar escondido pelas sombras da lua... solidão era algo que fazia parte de mim, junto com a dor... Enquanto eu andava escondido nas sombras da lua, eu vi que ela era inocênte como meu coração, eu sentia que a lua seria uma boa companhia e que ela me ajudaria a encontrar o que meu coração tanto precisava e procurava... A partir deste dia encontrei uma companhia incomparavelmente linda, uma companhia que eu sabia que aos dias de sol eu não teria ela... mas todas as noites eu podia ficar com ela, conversando com o silêncio dela, aprendi muitas coisas com ela.. aprendi que podemos conhecer a pureza de uma pessoa só de observar os olhos dela... os olhos são a porta do coração, não é por acaso que a lua se encontra nos olhos de toda a humanidade, ela está lá porém quem olha para ela com o coração? Para entender o que ela faz tão perto de nós... Obrigado lua, amo sua companhia e espero poder sempre brilhar contigo

Meus passos continuam, porém mais forte, com a companhia da lua eu já não era mais tão fraco, já tinha uma proteção contra esses monstros... Encontrei algumas pessoas especiais, queridas, estranhas... porém nada disso deixava meu coração feliz, eu não entendia o porque de meu coração não ficar alegre... será que eu estava buscando por algo inexistente ou ele precisava de algo que eu não conhecia ainda? Tentações passaram por mim, aprendi que eu sou diferente, que meu coração é mais forte do que qualquer desejo passageiro, do que qualquer malícia e que meus olhos não procuram por desejos, sim por sentimentos...

Alguns dias atrás estava brigando com meu coração, perguntando à ele o porque de me deixar sofrer tanto por solidão, porque me deixar tão sozinho e carente... Porque me deixar dormir e acordar sem ter ninguém para amar e pensar... Me perguntava porque ser diferente, porque aguentar se tudo ao meu redor não se importa com isso, porque ser diferente se aquilo me fazia sentir tanta dor... Meu coração me pediu para esperar e aguentar e eu sei que ele não seria feliz sem o que ele precisava... Porém como procurar por algo que eu não sei o que é...

Sonhos e mais sonhos rodeavam por meu coração, me iludiam, eu sonhava tanto com romances porém esperava meu coração encontrar alguém para poder ter romance, um dia encontrei uma menina que sem explicações começou a escrever comigo uma poesia, escrevemos uma poesia juntos, um pequeno romance... palavras e mais palavras, carinhosas e intensas, bonitas e desafiadoras e eu perguntei se aquele romance que escrevemos era o que ela realmente sentia ou se era só palavras, me surpreendi com sua reposta e me disse que era palavras de coração e não só palavras carinhosas...

Carolina... esse foi o nome da pessoa que desafiou todos meus traumas e medos, que me pediu para acreditar nela enquanto eu já não acreditava em ninguém mais, me pediu para esquecer meus medos e acreditar em suas palavras... Porém meu coração já estava muito ferido e desconfiado das pessoas, com medo e escondido em si mesmo... com medo de se entregar... meu coração sentia algo estranho, me fazia me sentir estranho, como se eu estivesse em um romance de verdade... os dias se passaram e cada dia eu entrava mais nesse romance, cada dia sentia as palavras dela...
NÂO, corra william, corrra... tinha medo, medo e medo! Comecei a fugir correr sem fechar os olhos, batidas! ouvi batidas... batidas fortes, intensas, meu coração parou meus passos, me impediu de correr, pediu para mim parar e sentir ele.. meu coração pediu para voltar porque ele tinha encontrado o que precisava... ele encontrou o que precisa... um coração puro, sincero e verdadeiro que queria sonhar com o meu, que sonhava tanto quanto, um coração para poder amar... sonhar e realizar, para poder me amar e sonhar comigo, realizar comigo... um coração para sentir saudade, alguém para acordar e pensar, alguém para com quem dormir, alguém para me viciar..... Meu coração ingênuo enfim estava amando... dois corações ingênuos para escrever um livro de amor...




video

Um comentário: